'Chocante' é como descrevem o filme, escondido durante 70, de Hitchcock!

00:57:00 Cinema's Challenge 0 Comments


Memória dos Campos é o nome do documentário nunca visto de Alfred Hitchcock sobre o Holocausto, realizado em 1945 para mostrar aos alemães os crimes nazis. Este foi vetado pelos aliados com a justificação de as suas imagens serem muito chocantes, mas é agora, 70 anos depois, finalmente partilhado com o público.

Algo deixou Alfred Hitchcock em choque. É verdade. O “mestre do suspense” ficou tão horrorizado com as imagens da chegada das tropas aliadas aos campos de concentração, no fim da Segunda Guerra Mundial, que demorou uma semana até voltar aos estúdios. Mas foram essas imagens que lhe deram força para se empenhar na produção de um filme, que tinha como intuito mostrar aos alemãs a dimensão tenebrosa do holocausto.

Porem, isso acabou por não acontecer e a película nunca viu a luz do dia. as autoridades britânicas consideraram o filme tão forte, que não permitiram o seu lançamento oficial. Por trás dessa censura, também estava o facto de a obra poder complicar a reestruturação da Alemanha, pois ao apontar o dedo ao sucedido, o mais provável era que as responsabilidades caíssem sobre a população alemã em geral, podendo assim gerar mais revoltas.

Segundo o The Independent, a película Memória de Campos ficou durante anos armazenada no Museu Imperial da Guerra. Todavia, em 1984, uma versão incompleta foi projectada no Festival de Cinema de Berlim. Sendo no ano seguinte transmitida nos EUA, pela cadeia de televisão PBS, uma versão de baixa qualidade.

O motivo da divulgação do filme é a celebração de 70 anos da libertação da Europa do poder nazi, que se completam em 2015. Esta foi uma das razões pela qual o museu decidiu restaurar o filme de forma a mostrá-lo, oficialmente, ao mundo.

De forma concreta, sobre o filme, sabe-se que é composto por imagens da chegada das tropas aliadas aos campos de concentração, sendo depois recebidas pelos sobreviventes e mais tarde recuperando os debilitados e buscando os corpos dos que morreram por doença ou extermínios em massa. O filme é filmado por soldados britânicos e soviéticos. As imagens revelam também campos de concentação como Auschwitz, Bergen-Belsen (cerca de metade do filme), Buchenwald e Dachau.

Toby Haggith, curador principal do Museu Imperial de Guerra, adiantou que os comentários de quem viu o filme descreviam como era terrível e brilhante, ao mesmo tempo.

0 comments:

May the force be with you!