Crítica: Frances Ha (2012)

23:28:00 Cinema's Challenge 0 Comments


Frances Ha (2012). Não diria brilhante, mas bem apresentada é a história e personagem presente neste filme. Frances. Pequena por dentro e grande por fora debate-se com um conjunto descontrolado de sentimentos e desejos empatados por uma inércia quase inerente a maioria dos jovens-adultos. Da dependência até ao encontro da alma gémea, vê-mos Frances reagir a acontecimentos com os quais a mesma não sabe lidar.

Algumas menções: à banda sonora (temos “Modern Love”, de Bowie), à escolha monocromática que contrasta com a personalidade bem colorida da protagonista, e à escolha de actriz (Greta Gerwig) para dar corpo à protagonista.

O filme de Noah Baumbach (The Squid and the Whale e Greenberg) está longe de ser uma história de amor, sendo uma espécie de história sobre a vida, mais concretamente sobre o significado que resolvemos dar à mesma, com o traçamento de objectivos e o encontro de paz interior do animal selvagem que todos guardamos cá dentro...Sem dramas exagerados, muito perto do real, Frances Ha, com pequenos pormenores, consegue fazer o espectador interessar-se pela narrativa cómico-dramática e personagens que vão desfilando ao longo de cerca de uma hora e meia de filme.

Nota: 7/10

0 comments:

May the force be with you!