Tela Clássica: Os melhores Policiais dos anos 80

07:54:00 Cinema's Challenge 8 Comments

Nasci ainda em plena década de setenta, e passei os anos oitenta a ver grande cinema, quando a TV pública assim o permitia. O género policial sempre foi um dos meus preferidos e, por isso mesmo, resolvi fazer um top com os meus policiais americanos preferidos, desta década. Não querendo ser muito pessimista, mas acredito que já não se faz cinema assim...Espero que gostem.


10. Os Intocáveis (The Untouchables, 1987) – Al Capone vs Elliot Ness. Robert De Niro vs Kevin Costner, mas quem rouba o filme é Sean Connery no papel do polícia de giro Jim Malone, que levou um Óscar para casa. Realização de Brian de Palma.
9. 48 Horas (48 Hrs., 1982) – As duplas estiveram em moda nos anos 80. Aqui temos um polícia duro e um criminoso que se vêem forçados a unir forças para capturar os bandidos. Nick Nolte e Eddie Murphy fazem a dupla perfeita, num filme que teria um enorme sucesso comercial e uma sequela. Walter Hill é o realizador.
8. Scarface A Força do Poder (Scarface, 1983) – Brian de Palma reinventa o clássico de Howard Hawks de 1932, e dá-lhe uma dimensão ainda maior. Al Pacino em grande, num papel inesquecível.
7. A Fronteira do Perigo (Extreme Prejudice, 1987) – Um policial que é quase um western, ou não fosse ele realizado por Walter Hill, o grande herdeiro de Sam Peckinpah. Nick Nolte e Powers Boothe são dois amigos de infância, agora de lados diferentes da lei.
6. Chuva Negra (Black Rain, 1989) – Dois polícias de Nova Iorque envolvidos no meio de uma luta de gangues da máfia japonesa. Um policial em tons escuros realizado por Ridley Scott, protagonizado por Michael Douglas e Andy Garcia.
5. Los Angeles a Ferro e Fogo (Colors, 1987) – Não foram muitas as vezes que vimos Dennis Hopper atrás das câmaras, mas esta é inesquecível. Robert Duvall é o polícia experiente, Sean Penn é o aprendiz, e juntos patrulham as ruas de Los Angeles, tentando controlar a violência dos gangues nas ruas.
4. A Testemunha (Witness, 1985) – Primeira incursão do australiano Peter Weir no território de Hollywood, numa história sobre um jovem amish que é testemunha de um crime, e que vai ser protegido pelo polícia Harrison Ford. Era um registo de Ford um pouco diferente, já que as pessoas estavam-lhe mais habituadas aos papéis das sagas “Star Wars”, “Indiana Jones”, e ao de Blade Runner. Valeu a Ford uma nomeação para o Óscar, única até hoje. Esta obra também foi nomeada para Melhor Filme e Realizador.
3. Caçada ao Amanhecer (Manhunter, 1986) – Cinco anos antes de Jonathan Demme pegar em Anthony Hopkins para o papel de serial-killer de “O Silêncio dos Inocentes”, Michael Mann já tinha feito o mesmo, e adaptado o livro “Red Dragon” com a personagem de Hannibal Lektor. Primeiramente o filme passou um pouco ao lado do público, mas com o tempo tornou-se num dos maiores filmes de culto dos anos 80. Brian Cox é tão bom ou melhor do que Anthony Hopkins.
2. Viver e Morrer em Los Angeles (To Live and to Die in Los Angeles, 1985) – William Friedkin já tinha realizado um dos maiores policiais de sempre, durante a década de 70: Os Incorruptíveis Contra a Droga, que lhe valeu os Óscares de Melhor Filme e Realizador. Esta obra, realizada 14 anos depois, não lhe fica nada atrás. William Petersen é o polícia que persegue o serial-killer que lhe matou o colega. Willem Dafoe é o vilão, numa das suas melhores interpretações até hoje, e provavelmente um dos melhores vilões a sair dos anos 80.
1. O Ano do Dragão (The Year of the Dragon, 1985) – O grande problema deste filme, foi ter sido realizado por Michael Cimino, um grande realizador, mas queimado pelo brutal fracasso de “Heaven's Gate”, realizado cinco anos atrás. Com o tempo, este filme ganhou uma força brutal, e não tenho nenhum problema em considerá-lo o melhor policial dos anos 80. Mickey Rourke é o polícia perfeito, incorruptível e violento, numa sua interpretação que provavelmente só é ultrapassada pela de “Rumble Fish”. John Lone também é perfeito no papel de vilão.



Pelo convidado: Francisco Rocha.

8 comentários:

  1. Gostei do top, principalmente de ver ai o nº 1 e o nº 2.

    Talvez o teu nº 3 seja o meu nº 1

    ResponderEliminar
  2. Obrigado João. São filmes que não podem ser esquecidos :)

    ResponderEliminar
  3. Eu queria dizer muito sobre este artigo do Francisco Rocha. Tal como ele, também nasci noas anos setenta, vi na década de oitenta muitos filmes e muita televisão e não só.

    O top é absolutamente pessoal ao Francisco mas não deixa de ser um top que consegue abordar diversas vertentes e cativar o interesse geral. Digo mesmo que tem imensos pontos de contacto de níveis diferentes.

    Conheço-os a quase todos em geral, e estes vi e gosto sim: 10; 9; 8; 6; 4; 1... e os que faltam (ou não vi) reconheço os títulos perfeitamente.

    É um top de qualidade, de belas escolhas. Digo que o que mais me deu prazer, e me surpreendeu o reconhecimento, foi ver estar presente aí nesse top10, o "48 horas". Sempre o achei um belo filme, uma bela dupla (ambos talentosos) e muito bem doseado (e sem se deixar cair como noutros títulos onde o Eddie Murphy repetiu a formula).
    Meteres um filme com o Eddie Murphy, nesse top é merecedor de vénias!

    Adorei!
    Well, done!

    (Obs1: Francisco, e que gato com tão comprido rabo de fora, hã!
    Obs2: Sou um tipo visual, e o eye-candy também vende. Este post merecia ter em cada filme mencionado, o poster ao lado em tamanho pequeno. Mas isto sou eu a dizer...)

    ResponderEliminar
  4. ArmPauloFer, o 48 Horas foi realizado por um dos meus realizadores preferidos da altura, o Walter Hill.
    Foi dele, por exemplo, o Estrada de Fogo, que se eu considerasse policial estaria neste top. Também o Estado de Guerra, que já é de um género completamente diferente, apesar de envolver polícias.
    Mas claro que é uma lista pessoal :)

    ResponderEliminar
  5. O Estrada de Fogo é grande filme sim. Não o vi com visão cinéfila mas sim porque na altura era tremendamente popular e recordo-me quando passou na "Lotação Esgotada" (as quartas-feiras de bom cinema na RTP1)
    Este tem a Diane Lane muito jovem... e recordo-me bem da canção do filme até!
    Bom filme.

    ResponderEliminar
  6. Parabéns!! ótima lista.. bons tempos do cinema!!

    ResponderEliminar

May the force be with you!