O Leão de Ouro foi para...

18:47:00 Cinema's Challenge 0 Comments


O Festival de Veneza premia pela primeira vez em setenta e dois anos um filme de produção venezuelana: «Desde Allá». O filme integrou e venceu a afamada competição oficial do certame italiano, levando para casa o invejado Leão de Ouro.

«Desde Allá» é a primeira longa-metragem do realizador Lorenzo Vigas, que trata a história de amor entre dois homens: um homem de meia-idade e um rapaz de rua.

O júri do Festival foi presidido pelo mexicano Afonso Cuáron que teceu belas palavras sobre a qualidade crescente dos filmes latino-americanos em competição. Aliado a isto, o argentino Pablo Trapero levou para casa o Leão de Prata, pelo filme «El Clan». O Grande Prémio do Júri foi recebido por Charlie Kaufman e DukeJohnson, pela animação em stop-motion «Anomalisa».


Competição Oficial

Venezia72
  • Leão de Ouro para Melhor Filme: Desde Allá, de Lorenzo Vigas (Venezuela, México)
  • Grande Prémio do Júri: Anomalisa, de Charlie Kaufman e Duke Johnson (EUA)
  • Prémio Especial do Júri: Abluka, de Emin Alper (Turquia, França, Qatar)
  • Leão de Prata para Melhor Realizador: Pablo Trapero por El Clan (Argentina, Espanha)
  • Coppa Volpi para Melhor Actriz: Valeria Golino em Per Amor Vostro (Itália, França)
  • Coppa Volpi para Melhor Actor: Fabrice Luchini em L'Hermine (França)
  • Prémio Marcello Mastroianni para Melhor Novo Actor: Abraham Attah em Beasts of No Nation (USA, Gana)
  • Melhor Argumento: Christian Vincent por L'Hermine (França)
  • Leão do Futuro para Melhor Filme de Estreia: The Childhood of a Leader, de Brady Corbet (Reino Unido, Hungria, Bélgica e França)

Orizzonti
  • Melhor Filme: Free in Deed, de Jake Mahaffy (EUA, Nova Zelândia)
  • Prémio Especial do Júri: Boi Neon, de Gabriel Mascaro (Brasil, Uruguai e Holanda)
  • Melhor Realizador: Brady Corbet por The Childhood of a Leader ( (Reino Unido, Hungria, Bélgica e França) (Reino Unido, Hungria, Bélgica e França)
  • Prémio Especial para Melhor Actriz ou Actor: Dominique Leborne em Tempête (França)
  • Melhor Curta: Belladona, de Dubravka Turic (Croácia)
  • Curta nomeada aos European Film Awards: E.T.E.R.N.I.T., de Giovanni Aloi (França)

Venezia Classici
  • Melhor Documentário: The 1000 Eyes of Dr. Maddin, de Yves Montmayer (França)
  • Melhor Filme Restaurado: Salò o le 120 giornate di Sodoma, de Pier Paolo Pasolini (Itália, França)


Secções Independentes

Venice Days
  • Melhor Filme: Early Winter, de Michael Rowe (Austrália, Canadá)
  • Label Europa Cinemas: A peine j'ouvre les yeux, de Leyla Bouzid (França, Tunísia, Emiratos Árabes Unidos, Bélgica)

Prémio Laguna SUD
  • Melhor Filme: Lolo, de Julie Delpy (França)
  • Melhor Descoberta Italiana: Carlo Lavagna por Arriana (Itália)

Prémio do Público
  • A peine j'ouvre les yeux, de Leyla Bouzid (França, Tunísia, Emiratos Árabes Unidos, Bélgica)

Semana da Crítica
  • Melhor Filme: Tanna, de Bentley Dean e Martin Butler (Austrália, Vanuatu)
  • Prémio Saturnia: Peter Mullan

Prémios Colaterais
  • Prémios FIPRESCI
  • Melhor Filme da Venezia71: Sangue del mio sangue, de Marco Bellocchio (Itália, França, Suíça)
  • Melhor Filme de secções independentes ou colaterais: Wednesday, May 9; de Vahid Jalilvand (Irão)

Prémio SIGNIS
  • Behemoth, de Zhao Liang (China, França)


Menção Especial: 
  • L'Atessa, de Piero Messina (Itália, França)


Prémios FEDEORA
  • Melhor Filme da Venezia72: Francofonia, de Aleksandr Sokurov (França, Alemanha, Holanda)
  • Melhor Filme da Venice Days: Underground Fragance, de Pengfei (França, China)
  • Melhor Realizador em Filme de Estreia: Ruchika Oberoi por Island City (Índia)
  • Melhor Actriz em Filme de Estreia: Ondina Quadri em Arriana (Itália)
  • Melhor Filme da Semana da Crítica: The Black Hen, de Min Bahadur Bham (Nepal, França, Alemanha)
  • Melhor Fotografia da Semana da Crítica: Benthey Dean por Tanna (Austrália, Vanuatu)

Prémio Arca CinemaGiovani
  • Melhor Filme da Venezia72: Abluka, de Emin Alper (Turquia, França, Qatar)
  • Melhor Filme Italiano: Pecore in Erba, de Albert Caviglia (Itália)
  • Prémio FEDIC: Non essere cattivo, de Claudio Caligari (Itália)
  • Menção Especial: L'Atessa, de Piero Messina (Itália, França)
  • Prémio Fondazione Mimmo Rotella: Aleksandr Sokurov por Francofonia (França, Alemanha, Holanda)
  • Prémio Especial: Johnny Depp e Terry Gillima


Prémios Francesco Pasinetti
  • Melhor Filme: Non essere cattivo, de Claudio Caligari (Itália)
  • Melhores Actores: Luca Marinellin e Alessandro Borghi em Non essere cattivo; Valeria Golino em Per amor vostro
  • Prémio Especial para Melhor Filme da Venice Days: La prima Luce, de Vicenzo Marra (Itália, Chile)
  • Prémio Especial para Melhor Actor da Venice Days: Riccardo Scamarcio em La prima Luce (Itália, Chile)
  • Prémio Future Film Festival Digital: Anomalisa, de Charlie Kaufman e Duke Johnson (EUA)
  • Menção Especial: Heart of a Dog, de Laurie Anderson (EUA)


Prémios dos Críticos Online
  • Mouse d'Oro para Melhor Filme em Competição: Rabin, The Last Day; de Amos Gitai (Israel, França)
  • Mouse d'Oro para Melhor Filme fora de competição: Spotlight, de Tom McCarthy (EUA)
  • Queer Lion: The Danish Girl, de Tom Hooper (Reino Unido, EUA)
  • Menção Epecial: Baby Bump, de Kuba Czejak (Polónia)

Prémio Sorriso Diverso
  • Melhor Filme Italiano: Non essere cativo, de Claudio Caligari (Itália)
  • Melhor Filme Estrangeiro: Blanka, de Kohki Hasei (Japão)
  • Prémio Soundtrack Stars: A Bigger Splash (Itália, França) & Equals (EUA)

Young Jury Mediterranean Experiences Festival
  • Melhor Filme do Prémio Mediterranean: L'Hermine, de Christian Vincent (França)
  • Menção Epecial: Rabin, The Last Day; de Amos Gitai (Israel, França)

Young Jury Members of the Vittorio Veneto Film Festival Awards
  • Melhor Filme: Remember, de Atom Egoyan (Canadá, Alemanha)
  • Menção Especial: 11 Minutes, de Jerzy Skolimowski (Polónia, Irlanda)

Prémio da Amnistia Internacional
  • Melhor Filme: Visaaranai, de Vetri Maaran (Índia)
  • Melhor Canção: "A Cuor Leggero" em Non essere Cattivo (Itália)
  • Prémio Orçamento Inovador: A Bigger Splash, de Luca Guadagnino (Itália, França)
  • Prémio Brian: Spotlight, de Tom McCarthy (EUA)
  • Cinema para UNICEF: Beasts of No Nation, de Cary Fukunaga (EUA, Gana)
  • Prémio Civitas Vitae: Pecore in Erba, de Alberto Caviglia (Itália)
  • Prémio Gillo Pontecorvo: Non essere cattivo, de Claudio Caligari (Itália)
  • Prémio Gianni Astrei: Non essere cattivo, de Claudio Caligari (Itália)
  • Prémio Green Drop: Behemoth, de Zhao Liang (China, França)
  • Prémio Human Rights Nights: Rabin, The Last Day; de Amos Gitai (Israel, França)~
  • Prémio Interfilm: Wednesday, May 9; de Vahid Jalilvand (Irão)
  • Prémio Lanterna Magica: Blanka, de Kohki Hasei (Japão)
  • Prémio Leoncino d'oro Agiscuola: L'Attesa, de Piero Messina (Itália, França)
  • Prémio Lina Mangiacapre: Laurie Anderson por Heart of a Dog (EUA)
  • Prémio Nuovo IMAIE Talent: Ondina Quadri em Arianna (Itália) e Alessandro Borghi em Non essere cattivo (Itália)
  • Prémio Open Award: Harry's Bar, de Carlotta Cerquetti (Itália)
  • Padre Nazareno Taddei: Marguerite, de Xavier Giannoli (França, República Checa e Bélgica)
  • Prémio Carlo Mazzacurati: Non essere cattivo, de Claudio Caligari (Itália)


Prémios Final Cut
  • Zaineb Hates the Snow, de Kaouther Ben Hania (Tunísia)
  • Ali, The Goat, and Ibrahim; de Sherif Elbendary (Egipto)
  • House in the Fields, de Tala Hadid (Marrocos)