The Dark Knight...Joker or Batman?

13:01:00 Cinema's Challenge 1 Comments






Estreou com grande sucesso nos nosso cinemas o filme "The Dark Knight", ou em português "O cavaleiro das Trevas", que desde cedo teve uma grande adesão e polêmica devido ao contexto que o envolve.

Recentemente no mês de Janeiro, o filme ficou associado à morte de um dos actores que protagoniza o papel de Joker, Heath Ledger.A sua personagem é uma das mais marcantes e de maior importância na sua carreira, embora já tenha sido protagnonista em vários filmes como: 10 things that I hate in you, Knight Heart,Broke Back Mountain,Casanova, entre muitos outros filmes, este apenas se tornou mais mediático após integrar o elenco em que a história girava à volta das opções sexuais de dois homens, envolvendo o drama da homossexualidade.
Heath Ledger, pode-se dizer que desempenhou o papel da sua vida e também da sua morte neste filme, pois esta irónica afirmação passa-se deveras, visto que permitiu ao filme alcançar toda uma grandiosidade e curiosidade que mesmo em "Batman Begins" nunca foi sequer imaginada, embora este filme seja uma espécie de continuação uma vez que Christopher Nolan continua a ser o realizador e Christian Bale o "heroí". O sucesso apesar de merecido devido ao facto de o argumento ser bom,prender assim o público durante cerca de duas horas e meia,devido a todo um conjunto de sequencias surpreendentes e envolventes de modo a fazer com que as audiências pensem e se sintam parte da história e anseiem pela próxiam cena. O desenvolvimento psicológico das personagens é bastante impressionante, algo nunca tentado a este nível pelo menos numa adaptação de BD, mas que realmente funciona pois deixa-se para segundo plano o facto de se tratar de uma história do Batman, super-heroí criado pela DC comics passando talvez a ser um argumento que envolve o espelhar da América em pleno século XXI e todos os males que a corroem são possivelmente personificados pela mente débil de Joker, que se torna por isso a personagem "principal" do filme. As afirmações do próprio realizador acerca da personagem de Ledger como sendo"um palhaço psicopata,assasino em série, esquizofrênico com zero de empatia" levaram a que se questiona-se desde cedo como se espelharia no grande ecrã toda esta simbiose de "defeitos".
Curiosamente, Heath Ledger foi quem deu a sua opinião e ideia acerca de como seria possível desenvolver uma personagem já interpretada por Jack Nicholson no primeiro filme de Batman,realizado por Tim Burton, o qual criou pela primeira vez o cenário imaginário de Gotham City. Assim, o actor (Heath Ledger) ficou durante um mês fechado num quarto de Hotel, para criar toda uma voz, postura e psique diferente e independente do que até agora havia sido feito. Conseguiu com isto, agradar Nolan criando uma voz que não correspondia à do anterior personagem de Joker, mas que se enquadrava com o que desejava. Ledger afirmou que as dificuldades foram várias, mas a necessidade de conseguir ser algo tão incompreendido era magnificiente de tal modo que não se inspirou em nada em concreto apenas indicou algumas fontes como "Clockwork Orange" e Sid Vicious.
Muitos foram os nomes de actores mencionados para o suposto papel de joker, mas apenas Heath Ledger conseguiu alcançar com vigor, tal como se pode ver no grande ecrâ a personagem no seu perfeito estado de demência social e escârnio demolidor,pois desde o inicio até ao fim nos repele com as suas insinuações das supostas cicatrizes/sorriso, mas ao mesmo tempo desperta em nós uma identificação ardente, sendo uma metáfora da hipocrisia humana,talvez.
Caos, caos e mais caos e o que poderemos ver no filme, passado numa cidade que à primeira vista tal como aconteceu na película anterior, ou melhor já havia sido iniciado, Gotham perde as suas caracteristicas fantásticas para dar origem a uma cidade mais real, completamente normal na actualidade com grandes edificios aglomerados e ruas organizadas, passando-se assim grande parte das filmagens em Washington, não esquecendo ainda a China apesar de terem sido escassas as cenas lá passadas.

Devido, a esta opção penso que Nolan releve assim um pouco a dificuldade de se adaptar uma história baseada em BD, para uma escolha muito mais fácil que é criar a sua própria história apenas usando o peso do nome das personagens, já que todos eles se mantêm , aliás apenas estas se parecem manter no filme.
A história roda à volta de quatro personagens que podem por isso ser consideradas igualemnte principais. As quais são Batman ou Bruce Wayne (Christian Bale), Harvey Dent ou Two-faces (Aaron Eckhart), Rachel Dawes(Maggie Gyllenhaal) e Joker (Heath Ledger). Destas quatro, três protagonizam um triângulo-amoroso que se desenvolve entre Bruce wayne,Dente e Rachel Dawes, no qual Joker tem um papel proponderante e decisivo pois irá pôr em questão todos os principios das personagens e irá envolver todas nos seus "jogos perigosas".
Enquanto Batman, o Tenente James Gordon e o novo promotor Dent começam a deter com sucesso os criminosos que infestam Gotham, uma mente criminosa brilhante e misteriosa conhecida apenas como Joker aparece na cidade, criando uma nova onda de caos que não parece avistar fim. A luta de Batman contra a personagem infernal torna-se profundamente pessoal e psicológica, forçando-o a "confrontar tudo em que ele acredita" e a melhorar a sua tecnologia para detê-lo, aperfeiçoando assim o seu mítico fato para algo mais revelocionário. Contudo, nem tudo termina bem, pelo menos em termos individuais, como no velho comunismo subrepões-se os interesses da sociedade aos particulares das personagens, para que Gotham não seja dominada pelo pânico que o inesperado pode provocar.Pois, o vilão revela-se sempre vilão mas o "heroí" também se pode vir a revelar de duas maneiras pelo menos nesta película.
Pessoalmente, penso que vale a pena ver o filme,pois a personagem de Joker realmente remete para segundo plano um filme que supostamente seria de Batman, mas também, se virmos com atenção este é também o primeiro filme em que o título não tem "Batman", por isso embora não explicitamente dito, este poderá ser muito mais do que parece.Batman deixa então de ser um super-heroí passando a se afirmar como "O Cavaleiro da noite", um guardião e joker talvez como o verdadeiro heroí que simplifica a realidade americana num única personagem.
Muitas são as curiosidades que envolvem este filme. Desde o facto de aparecer durante o mesmo numa das páginas de jornal,"The Gotahm Times", a personagem "Pinguim", nque era de esperar que fosse integrada neste filme, mas como previligiou-se a adaptação realistica das personagens era impossivel adaptar esta. E ainda, o facto de Joker primordialmente não ter sido pensado para ser incluído no filme, porém devido ao entusiasmo dos fãs que interpretaram o surgimento da carta com um joker no fim do anterior Batman de Nolan como um aviso para a continuação do filme com a respectiva personagem a que tal objecto corresponde.O realizador resolveu então agradar às audiências e a brincdeira da carta passou assim ao que proporcionou o sucesso do seu último novo filme.
O mais trágico de tudo isto é que já se fala de uma maldição que está atrelada a este filme.Vejamos, em Janeiro, o actor Heath Ledger que interpretou o vilão, faleceu devido a uma overdose acidental de remédios, depois segue-se Christian Bale, o Batman, que se envolveu num escândalo familiar, no qual foi acusado de agredir a mãe e a irma, e ainda no começo de Agosto de 2008, Morgan Freeman, que interpretou Lucious Fox,sofreu um acidente de carro, no qual saíu gravemente ferido e se encontra em estado grave até ao momento.

Trailer:



Joker vs Joker (Jack Nicholson vs Heath Ledger) :


Por mera curiosidade,aconselho-vos a vistar este site, no qual se pode ver a evolução do conceito da imagem Joker adoptada para este filme:
http://www.slashfilm.com/2008/08/07/the-dark-knight-early-joker-concept-art/


You Either Die A Hero, Or Live Long Enough To See Yourself Become The Villain"

1 comentário:

  1. Adorei o filme, Heath Ledger está puramente fenomenal e acho que merece sem dúvida nenhum o óscar de melhor actor postumulo, pois além de glorificar a personagem deste filme seria uma homenagem à carreira dele que é simplesmente genial.
    Quanto ao filme em si, acho que é o melhor Batman até hoje e algumas partes surpreendem. Se calhar o excesso de efeitos especiais e acção era descnecessário mas apesar de tudo é um excelente filme.
    Mandim continua assim.

    ResponderEliminar

May the force be with you!