Festivais

07:21:00 Cinema's Challenge 2 Comments

Para quem é da zona sul do país, a diversidade de festivais e mostras de cinema é algo extremamente comum. Desde o Indie Lisboa, ao Motelx, à Monstra, ao DocLisboa, ao Lisbon & Estoril Film Festival, ao Qeer Lisboa, entre outras pequenas mostras como a de Cinema Francês. Compreendemos assim que a oferta é bem superior à que existe no norte, não querendo dizer que a qualidade também.

 Aqui no norte do país, principalmente no Porto, temos também alguns eventos. O mais importante, sem dúvida alguma, é o FantasPorto, festival que fui acompanhando ao longo dos anos, nascido em 1981. É certo que já viu anos bem mais 'fantásticos', mas a essência continua presente ano após ano, tentando subsistir à falta de apoios por parte do ICA. De um certo modo, pelo que já fui ouvindo dizer, não há outro do género em todo o país, talvez se iguale em tamanho ao Indie, em género talvez fosse análogo a uma mescla entre o MotelX e a Monstra. Temos ainda, desde 1993, o Festival de Curtas de Vila de Conde que tem sempre a visita de personalidades bastante importantes - este ano contou com Louis Garrel entre outrosAinda a norte, em Espinho, temos o Cinanima - o festival de animação, que já tem um curriculo bastante extenso, tendo nascido em 1976. Em Braga, existe também o Bragacine, um pequeno festival, onde estive presente, que infelizmente conta com uma organização muito precária e que impede em parte que seja algo realmente credível. 

 Um pouco mais para o centro, temos o "Caminhos do Cinema Português" , em Coimbra, festival que também tem crescido ao longo dos anos e promove, como o próprio nome indica, o cinema nacional.

Centrados no Norte, são mais dispersas as iniciativas que promovem a Sétima Arte como um direito à cultura e bem comum, infelizmente, é algo que com o passar dos anos ou vira moda ou cai no esquecimento e no desalento daqueles que suprimem ministérios como o da cultura, que deveria ser um dos mais importantes do nosso país, uma vez que promove o 'ser português'. E uma vez que pretende fomentar esta Sétima Arte que aqui em Portugal parece ser a última de todas a ser fomentada.

2 comentários:

  1. Destacaria que os que indicaste como "Sul" são na realidade no Sâo Jorge, Lisboa.

    No norte há várias referências como os Encontros de Viana, o Filminho, Avanca, e outros mais discretos (e estão a aparecer novos como Vila Real, Foz Côa...).
    Nas ilhas temos o Funchal e o Faial.
    Depois há ainda aqueles recentes com milhões para gastar, Douro e Estoril que depois de alguns anos e alguns milhões terão de começar a dar frutos.

    Costumo dizer que com um orçamento de oitenta mil eu fazia um festival, mas a partir dos vinte faz-se algo decente, com mais um zero é possível fazer algo espectacular, e juntando outro zero Cannes que se cuide.

    ResponderEliminar
  2. Pode ser que um dia façamos o nosso festival, fazemos uma 'vaquinha' x)

    ResponderEliminar

May the force be with you!